Minidicionário com relação básica de termos relacionados ao mosquito Aedes aegypti

O objetivo da pesquisa é registrar a origem das palavras e o seu significado. É uma forma de colaborar para a conscientização sobre a necessidade de todos colaborarem para o combate ao mosquito e, assim, evitar as graves doenças que ele provoca.

Mosquites

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AEDES AEGYPTI

Nome científico do inseto popularmente conhecido como mosquito da dengue, que transmite a dengue, o zica vírus e a febre chicungunia.  Por ser nome latino, a leitura correta é “edes egipsi”. Em latim, a junção “ae” pronuncia-se “e”, como, por exemplo, em curriculum vitae.  No sentido original, do grego aedes, indesejado, enjoativo, desagradável, nauseante – termo formado pelo prefixo grego a, não, negação, carência, e edes, desejando; Aegypti, do Egito. O mosquito transmissor das três doenças é originário do Egito, na África, e vem se espalhando pelas regiões tropicais e subtropicais do planeta desde o século XVI.  O vetor foi descrito cientificamente pela primeira vez em 1762, mas o seu nome definitivo, Aedes Aegypti, só seria estabelecido em 1818.

AUTÓCTONE

Diz-se de quem é natural do país em que habita e proveniente das raças que ali sempre habitaram. No Brasil, os autóctones sãos os índios. Na medicina, usa-se o termo para identificar os casos de doenças contraídas no próprio lugar onde o paciente habita. No que se refere à dengue, ao vírus da zica e à febre chikungunya, os casos autóctones são os contraídos por paciente picado por mosquito no próprio local em que ele habita e não o que foi infectado em outro lugar, durante viagem ou de pessoa oriunda de outra região e que já estava infectada. Do grego autókhthnon, originário do próprio solo, e do latim authochthnon, onis, autóctone, indígena, a partir do radical grego autós, mesmo, próprio.

CHIKUNGUNYA

Doença viral parecida com a dengue, causada pelo mosquito Aedes Aegypti. Os principais sintomas são febre, mal-estar e forte dor nas articulações. Foi identificada pela primeira vez, na Tanzânia, em1952. O termo  chikungunya (aportuguesado como chicungunia) origina-se  de palavra em maconde – língua dos povos macondes, habitantes do norte de Moçambique e o sul da Tanzânia, cujo  significado é  “aqueles que se dobram”. Trata-se de uma alusão à aparência encurvada dos que contraem a febre, já que ela causa intensas dores nas articulações do corpo.

DEDETIZAÇÃO

Ato de dedetizar ou desinsetizar um ambiente, com aplicação de produto que mata os insetos.  O verbo dedetizar origina-se da marca de um dos primeiros inseticidas: o DDT. Aplicar esse inseticida é dedetizar. Depois assumiu sentido genérico, para qualquer produto com essa finalidade. Em vista disso, alguns estudiosos recomendam o emprego de desinsetização.

DENGUE

Doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, Por ser nome latino, a leitura correta é “edes egipti”. Em latim, a junção “ae” pronuncia-se “e”, como, por exemplo, em curriculum vitae. Os principais sintomas são cefaleia, dor pelo corpo, febre alta, fadiga, mal-estar geral. Por isso, dengue vem do comportamento da pessoa acometida por essa doença, que fica dolorida, dengosa, com dengue. O termo teria origem do quimbundo ndenge, dialeto da Angola, que significa criança, recém-nascido, choradeira, manha.

DENGUE HEMORRÁGICA

Doença da dengue com graves hemorragias cutâneas, viscerais e digestivas, mais comuns entre crianças, e que levam a óbito se não for tratada a tempo.

DENGOSO

Manhoso, choroso, queixoso, que se comporta á semelhança de quem está com dengue, com dores pelo corpo e febre; aquele que age de forma sedutora e insinuante; que pretende atrair a atenção por gestos; que age de forma ardilosa; que se comporta de maneira manhosa, birrenta, especialmente as crianças, para conseguir anuência no que deseja.

ENDEMIA

Qualquer doença que ocorre apenas num determinado local ou região. Localiza-se, portanto, em espaço limitado, denominado faixa endêmica. Tem duração contínua, todavia limitada a uma determinada área. Em síntese, endemia é uma doença que existe em pequena proporção e em apenas uma determinada localidade e região. Quando a doença se espalha de uma comunidade para várias cidades ou regiões, passa a ser epidemia. Ao se alastrar rapidamente e sem controle por vários países e continentes, atingindo grandes massas da população, recebe a designação de pandemia. Palavra proveniente do grego, formada por em, ende, para dentro, e demos, povo, região.

EPIDEMIA

Doença que pode se espalhar rapidamente numa comunidade, numa região e para outras regiões, pois é infecciosa e transmissível. No caso, denomina-se surto epidêmico. Do grego, formada por epi, sobre, em cima, e demos, povo, região.

INSETICIDA

Substância usada para matar insetos.  Do latim insecta, insetos, e cida (que mata), do verbo latino caedere, cortar, abater, derrubar.

LARVICIDA

Substância que destrói larvas. Aplica-se em locais em que o inseto ainda está em fase larvar, evitando o seu nascimento. A larva é uma fase entre o ovo e a pupa. No caso do mosquito, a larva desenvolve-se dentro da água. Do latim, larva, ae, com o sentido original de espírito dos mortos, fantasma, máscara, boneco, e cida (que mata), do verbo caedere, cortar, abater, derrubar.

MICROCEFALIA

Deformação em que o crânio fica de tamanho menor que o normal, caracterizada pela desproporção entre a face e a caixa craniana. Há indícios de que essa anomalia seja também causada pelo mosquito Aedes aegypti.  Ocorre quando o feto da gestante infectada pelo vírus da zica sofre malformação, a mais grava delas, a diminuição da caixa craniana, com graves consequências para a vida da futura criança. Do grego mikros, pequeno, e kephale, cabeça. Também recebe o nome de nanocefalia.

PANDEMIA

Situação em que uma doença que se espalha rapidamente por vários continentes ou pelo mundo inteiro. Alcança, portanto, grandes proporções, causando a morte de elevado número de pessoas. Termo proveniente do grego, formada por pan, tudo, todos, e demos, povo, região.

Repelente

Qualquer substância usada para afastar insetos. A maior parte delas é apicada sobre a pele. Do verbo latino repellere, repelir, afastar, rejeitar, formado pelo prefixo re, para trás, repetição, intensidade, e pelere, impelir lançar. Em inglês repellent.

VACINA

Do latim vaccinus, por sua vez de vacca, varíola da vaca. Para imunizar os humanos contra a varíola do gado, usava-se um soro preparado com o vírus retirado das tetas de uma vaca atacada pela moléstia. Mais tarde, vacina passou a designar todo procedimento imunizante contra doenças contagiosas.

 

COMO ACONTECEU A DESCOBERTA DA VACINA A PARTIR DA VACA?

O pus de vesículas que desce para as tetas das vacas e cuja inoculação no homem produz uma pústula que o preserva da erupção variólica. O termo foi adotado pelo médico inglês Edward Jenner (1779–1823). Pela observação, ela descobriu que muitas das mulheres que ordenhavam vacas não padeciam de varíola, o que era um fato muito raro.  A partir disso, analisou o pus das tetas das vacas e descobriu o que veio a ser a vacina.  Sob o ponto de vista etimológico, a palavra rende uma homenagem às vacas. O termo veio a ser popularizado por Pasteur, no ano de 1880, baseando-se nos estudos de Edward Jenner, que havia imunizado pacientes contra a varíola da vaca, portanto, contra a varíola comum.

Vírus

Diminuto agente infeccioso que não tem capacidade metabólica autônoma e apenas se reproduz no interior das células vivas. Como outros organismos, pode transformar-se com continuidade genética e é passível de mutação, podendo apresentar formas diversas. No sentido figurado, mal moral de conotação patológica e contagiosa. Esse significado decorre da ação rápida de contaminação do vírus, Assim, alguém poderá se referir ao ‘vírus social’ da corrupção, da violência, etc. Do latim vírus, i, sumo, suco, sêmen, peçonha, veneno, toxina

Zica vírus

Vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti com vários sintomas e que pode causar a microcefalia congênita – adquirida por gestantes e que provoca anomalias no feto .O nome Zika tem sua origem na floresta de Zika, perto de Entebbe, na República de Uganda, local em que o vírus foi isolado pela primeira vez em 1947. Em inglês, zyca virus.

Zoonose

Doença que se manifesta principalmente em animais e que pode ser transmitida aos humanos. Eis as principais zoonoses: raiva, leptospirose, escabiose (sarna), micoses, toxoplasmose. Portanto, os animais devem ser devidamente tratados também no que se refere à vacinação, como medida preventiva, e na aplicação de outras medicações, indicadas por profissionais competentes, para preservar a saúde e qualidade de vida deles e evitar a proliferação de doenças entre eles e para os seres humanos. Do grego, zoion, animal, e nósos, doença.

Comments are closed.