Ficar a ver navios

Created with Nokia Smart Cam

Não alcançar o que pretendia; ficar logrado; sofrer decepção. A expressão teria surgido durante o período áureo das navegações portuguesas. Dom Sebastião, rei de Portugal, morreu na batalha de Alcácer-Quibir, em Marrocos, na África, em 1578, mas seu corpo nunca foi encontrado. Ninguém queria acreditar na morte do monarca, dada a sua fama de valentia, coragem e destreza.

Pelo contrário, difundiu-se a crença de que ele havia encantado e, a qualquer momento, voltaria a Portugal e retomaria o período das grandes conquistas pelos mares. As pessoas ficavam no Alto de Santa Catarina, em Lisboa, com o olhar voltado para o mar, esperando a volta do soberano. Como ele não retornou, o povo ficou a ver navios.

Deixe um comentário